Projeto


 

O projeto ParaTudo – Rede de Ecomunicadores do Pantanal e da Serra da Bodoquena visa contribuir para produção de conhecimento e visibilidade dessas regiões inseridas no Mato Grosso do Sul.

Para isso, oficinas gratuitas de jornalismo e tecnologia voltadas para o meio ambiente e a cidadania são oferecidas a 100 moradores de Bodoquena, Bonito, Corumba, Miranda e Porto Murtinho, sendo 20 pessoas de cada município. À medida que os participantes se apropriam tecnicamente das tecnologias de comunicação e são estimulados a refletir sobre a realidade regional, uma rede virtual propiciará o diálogo entre os municípios.

A Rede de Ecomunicadores será orientada para produzir conteúdos, que serão publicados nesse site e veiculados localmente, buscando o objetivo final de gerar debate e promover transformações positivas para o Pantanal e Serra da Bodoquena. Núcleos comunicação equipados com computador, internet e câmera digital serão viabilizados para que a Rede desenvolva suas produções.

Esse projeto tem duração de 2 anos, com término em maio de 2015. É executado pela Fundação Neotrópica do Brasil, ONG que surgiu de uma mobilização para a criação do Parque Nacional da Serra da Bodoquena há 20 anos e já concluiu 30 projetos ligados à conservação da natureza. Foi idealizado em parceria com a agência de notícias O Eco, que em 9 anos produziu cerca de 20 mil matérias sobre ecologia e meio ambiente.

Parte do recurso que permite o projeto acontecer vem do Fundo de Direitos Difusos do Ministério da Justiça, por meio da Secretaria Nacional do Consumidor, e parte do Comitê Holandês da União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais.

 

 

Contexto Ambiental

– Pantanal é a maior área úmida continental do planeta
– Mata Atlântica é uma das regiões mais ricas em biodiversidade do mundo e também uma das mais ameaçada de extinção
– 1988: Constituição Brasileira de insere o Pantanal como Patrimônio Nacional
– 1988: Constituição Brasileira de insere a Mata Atlântica como Patrimônio Nacional
– 2000: UNESCO reconhece Pantanal como Reserva da Biosfera e Patrimônio da Humanidade
– 2000: Parque Nacional da Serra da Bodoquena, com Mata Atlântica e Cerrado, é a única unidade de conservação federal de proteção integral totalmente inserida no MS

 

 

Ameaças à Biodiversidade

– Supressão da vegetação nativa nas áreas florestadas
– Substituição das pastagens nativas por pastagens exóticas
– Caça, pesca, tráfico e atropelamento de animais silvestres
– Construção de barragens e assoreamento dos rios que são fundamentais no contexto da Bacia do Alto Paraguai (Rio Paraguai, Rio Miranda, Rio Formoso e Rio Salobra)

 

Benefícios do Projeto

– Apropriação das tecnologias da comunicação e educação ambiental para os participantes da Rede
– Fortalecimento da cidadania dos participantes da Rede e dos leitores de suas produções
– Envolvimento da população local nas produções, de forma a dar voz à comunidade e aumentar sua conscientização ambiental
– Ambiente virtual que favorece a articulação de pessoas interessadas na proteção da biodiversidade do Pantanal e Serra da Bodoquena, além do desenvolvimento social de seus moradores

 

 

Barra de logos